Quaresma "Wielki Post"

Wielki Post * Quaresma
Wielki Post means literally "the Great Fast." Wielki Post significa literalmente "Grande Jejum". Lent is a time of special services, retreats, fasting and individual acts of penance. Quaresma é um tempo de serviços especiais, retiros, jejuns e atos individuais de penitência. Liquor and raucous entertainment are avoided, and very few weddings take place. Bebidas alcóolicas e entretenimento estridente sejam evitados, e muito poucos casamentos acontecem. Meat and snacks are avoided on Ash Wednesday and Fridays during this period. Carnes e lanches são evitados na quarta feira de cinzas e sextas-feiras durante esse período. For Polish Catholics, Lent is the most reflective spiritual season, a time of the church calendar cycle for prayer, fasting, almsgiving, and reflection on the mystical nature of redemption. Para os católicos poloneses, a Quaresma é a estação espiritual mais reflexiva, um tempo de ciclo do calendário da igreja para a oração, o jejum, a esmola, ea reflexão sobre a natureza mística de redenção. Specific to the Polish Roman Catholic celebration of Lent is the Lenten Lamentations, which are sung each week throughout Polonia. Específico para o polonês celebração católica romana da Quaresma é o Lamentações quaresmal, que são cantadas ajoelhado diante do Santissimo Sacramento. Quaresma começa na Quarta Feira de Cinzas.

11 de NOVEMBRO

Dia 11 de Novembro Polonia comemora Dia de Independencia.

Feriado Nacional, sera marcado por um abiente festivo. A Polonia recuperou sua independencia (Segunda Republica Polonesa), no final da Primeira Guerra Mundial) em 1918.

Quando depois de 123 anos de ocupação a Polônia recuperou sua independência
em 11 de novembro de 1918, sentia-se o clima de euforia nas ruas das
cidades polonesas. Neste dia a Alemanha assinou o armistício e o Conselho de Regência
da Polônia entregou a Józef Piłsudski o poder civil e militar.

A recuperação da independência em 1918 foi possível graças à persistência e sacrifícios da parte ativa da população polonesa, que durante os tempos de ocupação transmitiu às novas gerações de poloneses o amor e a conservação da língua e cultura polonesa nacional. A primeira grande guerra trouxe também as favoráveis circunstâncias internacionais, nas quais os ocupantes da Polônia tornaram-se adversários. Os iluministas representantes da cultura polonesa contribuíram de modo significante na luta pela independência, por exemplo, o pianista e compositor Ignacy Jan Paderewski negociava com os políticos ocidentais o apoio para a causa polonesa. Em resultado destes esforços, o Presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson, reconheceu a reconstrução da Polônia soberana como uma das condições importantes para manter a paz duradora na Europa.

O mês de novembro de 1918 marcou o início da reconstrução da Polônia independente, da luta pelas suas fronteiras e pelo reconhecimento internacional. O fim da primeira guerra mundial não significou ainda a paz para os poloneses: os conflitos com os países vizinhos e a guerra com a Rússia Bolschevica nos anos 1919-1920 exigiram muitos sacrifícios em prol da pátria recém-recuperada. Apesar das dificuldades externas causadas por mais que 120 anos de ocupação estrangeira, os poloneses construíram com êxito um novo e moderno país. Infelizmente, a explosão da segunda guerra mundial em 1939 anulou, por quase meio século, o sonho da liberdade.

O Dia da Independência é comemorado desde 1920, e foi reconhecido como Data Nacional em 1937. Proibida durante a ocupação nazista e nos tempos do regime comunista, voltou a ser celebrada no ano de 1989. As comemorações do Dia da Independência são celebradas anualmente na Praça J. Pilsudski em Varsóvia, com a participação das mais altas autoridades, assim como nos tempos da II República (antes de 1939).

Dia 1 de Novembro

Dia 1 de Novembro, Wszystkich Swietych, os cmiterios na Polonia, mudam de "cor" de lugar cinzento e meio assombril, eles começam a receber muitas e muitas visitas, os tumulos passam por processo de limpar e arrumar, colorido dos flores e velas mudam a paisagem, familhas inteiras comemoram esse dia a memoria dos antepassados.

Recital OUTUBRO 2019

 

                          CONVIDAMOS A TODOS

1 setembro 1939

1 setembro...

 

 

fot: internet

A Invasão da Polônia foi o evento que determinou o início da Segunda Guerra Mundial.

A Invasão da Polônia pelos alemães  ocorreu no dia primeiro de setembro de 1939. A operação, também chamada de Operação Fall Weiss, teve início logo nas primeiras horas da madrugada quando um encouraçado alemão abriu fogo contra as guarnições polonesas. Poucas horas depois, tropas alemãs  já avançavam pelo território polonês pelo Norte e pelo Sul.

O exército alemão, Wehrmacht, utilizou suas melhores unidades para invadir a Polônia. Utilizando a tática da Guerra Relâmpago, os alemães atacaram com 630 mil soldados pelo Norte e mais 886 mil soldados pelo Sul. Os 559 batalhões de infantaria que a Alemanha possuía rapidamente quebraram as linhas de defesa dos poloneses e iniciaram o cerco à capital já no dia 10 de setembro. Para piorar, os soviéticos atacaram com mais 800 mil soldados.

A Polônia possuía 376 batalhões de infantaria e aproximadamente 950 mil soldados. Os poloneses poderiam espalhar as forças pela fronteira com a Alemanha e recuar até o rio Vístula para estabelecer a linha defensiva ou montar a defesa diretamente na linha do rio. O general polonês Rydz-Smigly  escolheu começar pelas fronteiras, mas o exército não foi capaz de barrar os esforços de invasão dos nazistas, assim como a dos soviéticos.

Rapidamente os poloneses foram cercados nas cidades e o território foi completamente dominado no dia 6 de outubro de 1939, causando a fuga dos governantes para a Inglaterra.

Levante de Varsovia

 75 anos .......... se passaram....

A Revolta, Levante ou Insurreição de Varsóvia (em polaco Powstanie warszawskie) foi uma luta armada durante a Segunda Guerra Mundial na qual o Armia Krajowa (Exército Clandestino Polaco) tentou libertar Varsóvia do controle da Alemanha Nazi.

Teve início em 1 de agosto de 1944, às 17 horas, como parte de uma revolta nacional, a "Operação Tempestade", e deveria durar apenas alguns dias, até que o Exército Soviético chegasse à cidade. O avanço soviético no entanto foi interrompido, mas a resistência polaca continuou por 63 dias, até sua rendição às forças alemãs em 2 de outubro.

Embora o número exato de baixas permaneça desconhecido, estima-se que aproximadamente 16,000 integrantes da resistência polaca foram mortos e 6,000 gravemente feridos. Entre 150,000 e 200,000 civis morreram, a maioria vítima de massacres conduzidos por tropas do Eixo. As perdas alemãs totalizaram aproximadamente 16,000 soldados mortos e 9,000 feridos. Durante o combate urbano, perto de 25% dos prédios de Varsóvia foram destruídos. Após a rendição das forças polacas, as tropas alemãs destruíram sistematicamente, quarteirão a quarteirão, 35% da cidade. Juntamente com os danos provocados pela Invasão da Polônia em 1939 e o Levante do Gueto de Varsóvia em 1943, mais de 85% da cidade estava destruída em 1945, quando os soviéticos finalmente ultrapassaram suas fronteiras.

em memoria para "Menina de Levante" dona JANKA

e todas as outras e outros. CHWALA BOHATEROM

Noc Swietojanska

Está chegando a noite de São João. Na Polônia existem costumes milenares relacionados com este evento. A Noite de Kupała, chamada também de “sobótka” ou "kupalnocka", é uma antiquíssima tradição de todos os povos eslavos relacionada com o solstício de verão e comemorada durante a noite mais curta do ano, ou seja de 21 a 22 de junho. É a festa do fogo, água, sol e lua, prosperidade, fertilidade, alegria e amor, que acontece nas terras habitadas por povos eslavos, mas também outros povos bálticos, germânicos e celtas. São acesas fogueiras por cima das quais as pessoas pulam para, simbolicamente, limpar-se e proteger-se de todo mal e toda desgraça. São feitas diversas brincadeiras e adivinhações. As moças fazem grinaldas com velas acesas que são colocadas nos rios. Se a grinalda for pescada por um garoto, significa que ela casará logo; se continuar flutuando – ela casará, mas depois de um longo tempo; se a grinalda afundar, queimar ou atolar entre os juncos – o mais provável é que não conseguirá casar.

Em muitas regiões acreditava-se que, no período desde o equinócio da primavera até o solstício de verão, não era recomendado tomar banho em rios, córregos e lagos durante o dia. Já o banho tomado após o anoitecer ou antes do nascer do sol, curava diversos males, pois estava sob a influência mágica da lua.

 

 

 As comemorações da Noite de Kupała começavam com o

ascender do fogo ritualístico. Num lugar específico era enfiado no chão um pino de bétula e em cima dele era colocada uma roda de freixo com os raios embrulhados com palha besuntada de alcatrão. A roda era girada com tanta força, que pela fricção acabava ardendo. Então a roda era retirada e levada até as pilhas de madeira preparadas esperando para serem acesas.

Antigamente, os casamentos eram arranjados pelos mais velhos das famílias. A única maneira de conseguir um noivo que não fosse imposto, era na Noite de Kupała. As moças faziam grinaldas com flores e ervas de poderes mágicos e enfiavam nelas tochas acesas. Numa cerimônia com cantos e danças entregavam as grinaldas às ondas dos rios e dos córregos. Mais abaixo aguardavam os garotos que esforçavam-se para pegar as grinaldas. Quem conseguisse, voltava e ia até o grupo de moças para identificar a dona. Os casais, unidos desta forma, podiam ficar juntos sem temer estar ofendendo as tradições.

É também na noite mais curta do ano que, de acordo com a lenda, em cada floresta floresce uma única flor de samambaia - uma flor mágica, que mostra o caminho para encontrar tesouros e traz felicidade e riqueza. Somente uma pessoa jovem, honesta, trabalhadora e com outras virtudes tem chances de encontrá-la.

A igreja não mediu esforços para transferir estas festas para a noite de São João, de 23 para 24 de junho, tirando assim o seu caráter pagão.

Recital de Wojtek Waleczek

  Recital do Wojciech Waleczek no SESC Ipiranga foi um grande sucesso, o publico aplaudiu artista em pé, obrigado.        

Wojtek Waleczek

Casa Sanguszko Convida

Pianista polones, recital no SESC IPIRANGA, dia 17 de maio 2019 as 21 hora

Sub-categorias