Ucrainia

Banho de sangue na Ucrânia, onde UE tenta estabelecer compromisso

KIEV, 20 fevereiro 2014 (AFP) - A violência tomou conta da Ucrânia nesta quinta-feira, com pelo menos 60 mortos em Kiev, segundo a oposição, enquanto os esforços de três ministros europeus para chegar a um compromisso não surtiam resultados.

"Não há acordo no momento", as negociações estão "muito difíceis", disseram assessores do chefe da diplomacia francesa, Laurent Fabius, ao final das negociações na companhia de seus colegas alemão, Frank-Walter Steinmeier, e polonês, Radoslaw Sikorski, com o presidente Viktor Yanukovytch e os líderes da oposição.

O número de mortos chega a 75 desde terça, anunciou nesta quinta-feira à noite o Ministério da Saúde, elevando um registro anterior de 67 vítimas.

"O pior cenário que podíamos prever, o de uma guerra civil, infelizmente é muito real", declarou o primeiro-ministro polonês, Donald Tusk.

fonte internet