Sochi

"Uma olimpíada com uma tocha enviada ao Polo Norte e ao espaço, uma estrada pavimentada com "ouro e caviar" – nas palavras de um crítico – com contratos exorbitantes executados por amigos do presidente e um estádio para 40 mil pessoas que será usado apenas duas vezes.

Essas são algumas das peculiaridades dos Jogos de Inverno de Sochi, que começam nesta sexta-feira na Rússia, e estão sendo chamados de a "Olimpíada mais cara da história". O orçamento não-oficial dos Jogos, de US$ 50 bilhões, seria suficiente para custear todas as obras somadas da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos do Rio 2016.

O governo russo afirma que o orçamento oficial é de US$ 7 bilhões – levando em conta apenas obras diretamente ligadas aos Jogos. Mas o governo reconhece que foram gastos os US$ 50 bilhões – quando somados todos os investimentos em infraestrutura na rica região de Sochi, no sul da Rússia.

Em seu planejamento oficial, entre recursos públicos e privados, o Brasil está gastando uma fração desse valor para todas as obras – tanto as de infraestrutura como os estádios.

Segundo o mais recente balanço, divulgado em novembro pelo Ministério do Esporte, a Copa do Mundo de 2014 tem um orçamento de R$ 25,6 bilhões (ou cerca de US$ 10,6 bilhões, com o câmbio atual). Para a Olimpíada de 2016, foi previsto um orçamento de US$ 14,4 bilhões, segundo o documento de candidatura, com valores de 2009"

fonte BBC Brasil

Polônia na olimpiada

Polonês Kamil Stoch leva o ouro no salto com esqui

Polonia 2' medalha

Justyna Kowalczyk, de 31 anos, faturou a segunda medalha de ouro da Polônia na atual edição dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Sochi, na Rússia. A polaca venceu, nesta quarta-feira, a prova dos 10km do esqui cross country clássico, com tempo de 28m17s8.

- ''Significa muito para mim esta medalha de ouro, porque eu quebrei meu pé há duas semanas atrás e lutei muito para competir aqui (Sochi). Eu era uma das favoritas e realmente acreditava que podia vencer. Foram anos de trabalho duro e esta é a quarta medalha de ouro da história da Polônia. Então, penso que é algo realmente grande - comemorou Kowalczyk.''

Sabado espetacular

Polonia mais 2 ouros...

Neste sábado, dia 15 de fevereiro, a Rússia conquistou duas medalhas de ouro e subiu para a terceira colocação no quadro de medalhas das Olimpíadas de Sochi 2014.  Quem também venceu dois ouros, hoje, foi a Polônia com Zbigniew Brodka na Patinação Velocidade 1500 metros Masculino e com Kamil Stoch no Salto de Esqui Pista Longa Masculino. Oitava colocação no quadro de medalhas !
 

Medalhas em Sochi

Com um mega espetáculo de luzes, cores e até humor, a Rússia encerrou neste domingo (23) no estádio Fisht os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014.

A Rússia foi a grande vencedora no quadro final de medalhas com um total de 33, sendo 13 de ouro.

Polonia ficou no 11 lugar com 4 medalhas de ouro, 1 de prata e um de bronze. 

 O destaque individual das Olimpíadas de Sochi foi o norueguês Ole Einar Bjoerndalen. Ele se tornou o maior medalhista da história dos Jogos de Inverno ao conquistar, no total, 13 medalhas, sendo 8 de ouro.

Quem somos

A Casa Sanguszko de Cultura Polonesa, como é hoje denominada, foi fundada pelo príncipe Roman Sanguszko em 1973. É uma entidade privada, sem fins lucrativos, que desde 2006 tem a missão de disseminar a cultura polonesa no Brasil, assim como fomentar o intercâmbio cultural com foco na cultura polonesa.

Suas atividades incluem o apoio a exposições de arte, apresentações musicais, exibições de filmes, apresentações teatrais, leituras e conferências, promoção de concursos artísticos e culturais, e outros eventos do gênero.

Os projetos apoiados podem ser de iniciativa própria da entidade ou de outras organizações culturais. São apoiados pela Casa Sanguszko mediante um processo de seleção realizado de forma autônoma pelo Conselho Deliberativo da entidade, anualmente, sendo depois supervisionados por sua equipe executiva.

Dom Kultury Polskiej im. Sanguszki, znany dzisiaj pod taką nazwą, ufundowany został przez księcia Romana Sanguszkę w 1973 roku. Jest prywatną organizacją o charakterze non-profit. Od 2006 roku jej głównym zadaniem jest rozpowszechnianie kultury polskiej w Brazylii, oraz promowanie wymiany kulturalnej ze szczególnym uwzględnieniem kultury polskiej.

Zakres działalności Domu Kultury to między innymi: pomoc w organizacji wystaw sztuki, pokazów filmowych, spektakli, odczytów, konferencji, a także konkursów artystyczno-kulturalnych i innych wydarzeń tego typu.

Projekty te tworzone są z inicjatywy własnej instytucji, lub zgłaszane przez inne organizacje kulturalno-oświatowe. Rozpatrywane są i poddawane selekcji rokrocznie przez Zarząd Organizacji, pozostajac pod nadzorem Organu Wykonawczego w trakcie ich realizacji.

The Casa Sanguszko de Cultura Polonesa, as it is currently called, was founded by Prince Roman Sanguszko in 1973. It is a non-profit private entity, since 2006 with the mission to disseminate the Polish culture in Brazil, as well as to stimulate the cultural exchange with focus on the Polish culture.

The Houses activities include the support to art exhibitions, musical performances, movie shows, theatre performances, lectures and conferences, the promotion of artistic and cultural contests and other similar events.

Supported projects may be on the entity’s own initiative or on the initiative of other cultural organizations. Casa Sanguszko provides support through an annual project selection process by the entity’s Board, followed by supervision performed by its executive team.

Projetos

 

Projetos Culturais 2014

Agenda de eventos

 

 

Dia 23 de Março 2014

as 12 horas 

Recital Szymanowski

Local  

 

Centro Cultural de São Paulo

 

Rua Vergueiro 1000 Paraiso

 

tel: 3397-4002

 

Nascido em 1988 em Bydgoszcz (Polonia), MichałKarol Szymanowski é um destacado representante da nova geração de pianistas poloneses. Além dos estudos de piano na Academia de Música FeliksNowowiejski em sua cidade natal, Michal cursa o mestrado em regência na mesma instituição. Incensado pela crítica de seu país, sua personalidade musical chamou a atenção nos festivais e concursos dos quais participou. Premiado em um concurso internacional, Michal deu início a uma brilhante carreira internacional; já se apresentou em recitais solo e concertos com orquestra nos EUA, Japão, Brasil e vários países europeus. Em 2011 lançou seu primeiro álbum, muito bem recebido pela crítica e pelo público 

 

JEWISH THEATRE OF WARSAW  

       1 Auditório Cláudio Santoro, Campos do Jordão    setembro  2014

            2 Rio de Janeiro   Teatro Oi Casagrande, no Leblon setembro 2014

 3 São Paulo – Centro de Cultura Judaica       setembro 2014  

 

 

O espetáculo:          Bonjour Monsieur Chagall

 

Se apresentará no Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro e em Campos do Jordão.

 

Local:

 

parceria com o Auditório Claudio Santoro, Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura Municipal e Secretaria de Cultura de Campos do Jordão e parcerias governamentais polonesas.

 

 2014

 Rio de Janeiro - Teatro do Leblon

 

2014 

 São Paulo Centro de Cultura Judaica

 

2014

Rio de Janeiro Teatro do Leblon.

 

 

 

A peça será apresentada, com patrocínio parcial da Rio Bravo Investimentos e Casa Sanguszko de Cultura Polonesa.

 

 

 

 

Quaresma

A Quaresma na antiga Polónia era o tempo quando a abstinência da comida era forçada tanto pela religião, como pela falta de alimentação no período antes da colheita. Agora pode ser a época dos corajosos experimentos culinários.

A criação da ementa para o período antes da Primavera antigamente era um grande desafio. Na despensa ficavam apenas o repolho murcho, batatas e lentilha com todas as confeitarias – pratos salgados, defumados, secos, em marinada, em salmoura. Por isso não é estranho que a maior quaresma na Igreja católica caiba bem no período de falta da alimentação. A modéstia da oferta da natureza cooincidia com a mortificação espiritual.

fonte : internet

Recital

 

Recital

Um jovem virtuoso polonês apresenta-se no Brasil
 
 
 
Michał Karol Szymanowski, um talentoso pianista da nova geração, chega ao Brasil para interpretar repertório predominantemente polonês em quatro cidades brasileiras: São Paulo, Brasília, Campos do Jordão e Porto Alegre.

 

  • SÃO PAULO - 23 de março, às 12 hora

         Centro Cultural São Paulo – "Domingo no Centro"

         Repertório: Joseph Haydn, Fryderyk Chopin, Karol Szymanowski , Henryk Wieniawski

         Entrada franca

Kremowki na Paulista?

Você gostaria de conhecer famosa sobremesa (na Polonia) a espécie de massa folhada recheada com creme chamada Kremówka Papieska, o "doce de creme do Papa" João Paulo II, sem precisar viajar?

Basta passar do lado do parque Trianon na frente do museu MASP....,

Mundo da gastronomia polonesa é aqui na capital em plena av. Paulista !!!!

 

Barbórka

BARBÓRKA

Dia 4 de dezembro e celbrada na Polonia a festa de Santa Barbara padroeira dos mineiros chamada Barborka. Na Polônia especialmente, na Silésia , onde o trabalho de mineiro ocupava muitos homens no passado, Barborka foi uma ocasião festiva para todos os trabalhadores e também para as suas famílias : Missas com procissões e concertos para pedir a proteção da Santa. Jantares dançantes  para comemorar e agradeçer por estar vivo...

 

 

 

 

 

 

 

 

fot internet

Sub-categorias